Posts Tagged ‘Boas práticas em sustentabilidade

01
jun
11

Revista encontro mostra Viviane Senna e Andrea Neves lideranças do 3º setor

Elas aceleram no social

Fonte: Carolina Godoi – Coluna Gente Final – Revista Encontro – publicado em 01 de junho de 2011

Duas mulheres que exercem liderança no chamado terceiro setor brasileiro encontraram-se recentemente em Belo Horizonte: Andréa Neves, irmã do ex-governador e atual senador Aécio Neves, e Viviane Senna, irmã do ídolo de Fórmula-1 Ayrton Senna, e presidente do instituto que leva o nome do piloto tricampeão. O encontro aconteceu a partir de um convite feito por Andréa para que Viviane conhecesse o Plug Minas, um dos principais projetos da área social do governo mineiro. O projeto, liderado por ela, desenvolve atividades voltadas para o uso das tecnologias, da cultura digital, do empreendedorismo e da arte para adolescentes estudantes da rede pública. Viviane, por sua vez, responde pela mais destacada ONG com atuação social do país, o Instituto Ayrton Senna, que desenvolve desde 1994, ano da morte do piloto, projetos educacionais em quase 1.400 cidades brasileiras e assiste a cerca de 2 milhões de crianças e jovens. “Fiquei muito bem impressionada com o projeto do governo mineiro, mas principalmente com a sensibilidade de Andréa Neves”, disse Viviane.

Anúncios
20
nov
09

Boas práticas em sustentabilidade: Andrea Neves e Governo de Minas lançam programa Conta com a Gente

"Nós estamos criando agora uma grande corrente de solidariedade para conseguir sensibilizar todos os cidadãos, todas as empresas de Minas Gerais, para que cada um de nós possa, na sua comunidade, apoiar de perto aquela entidade que ele conhece e cujo trabalho ele respeita. Cada um de nós pode escolher a entidade que participa do programa e doar a partir de R$ 5 por mês na sua conta de água ou na sua conta de luz." ___Foto: Agência MG___

O governador Aécio Neves e Andrea Neves lançaram  quinta-feira (19), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, o programa Conta com a Gente, uma ação do Governo de Minas em parceria com o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas). O objetivo é apoiar entidades assistenciais que atuam no Estado através da redução dos seus gastos com manutenção. As entidades participantes terão desconto de 25% nas contas de água e luz. Em outra vertente, o Conta com a Gente se propõe a mobilizar sociedade e empresas para apadrinharem as entidades e auxiliarem na redução ainda maior destes custos.

Para participar, os interessados poderão contribuir com qualquer quantia acima de R$ 5,00 mensais, por meio de suas contas de água ou luz, doando para entidades escolhidas. Para se beneficiar, as entidades devem se cadastrar a partir de hoje no site www.contacomagente.mg.gov.br, onde estão disponíveis todas as orientações. CopasaCemigSecretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) são importantes aliados, atuando de forma articulada na execução do programa. O Ministério Público Estadual também apoia o Conta com a Gente.

“Todas as entidades sociais de Minas que se cadastrarem no Conta com a Gente vão contar inicialmente com desconto de 25% nas suas contas de água e luz. Em seguida, estamos criando agora uma grande corrente de solidariedade para conseguir sensibilizar todos os cidadãos, todas as empresas de Minas, para que cada um de nós possa, na sua comunidade, apoiar de perto aquela entidade que ele conhece e cujo trabalho ele respeita. Cada um de nós pode escolher a entidade que participa do programa e doar a partir de R$ 5,00 por mês na sua conta de água ou na sua conta de luz”, explicou a presidente do Servas, Andrea Neves, em entrevista.

O programa está aberto à participação de entidades assistenciais localizadas em municípios da área de concessão da Copasa e Cemig. A expectativa é de que 3 mil entidades se cadastrem no Conta com a Gente.

Mobilização

De acordo com o governador, a proposta do programa é criar uma grande rede de solidariedade em Minas. Ele afirmou que essa rede terá força para dar continuidade às suas ações independente de quem estiver à frente do governo, uma vez que foi construída com base em parcerias e na mobilização da sociedade.

“Se eu pudesse destacar apenas um avanço dentre todos que aqui nós construímos, seja em relação aos indicadores de saúde, segurança pública, da educação, assistência social, diria que de todos, aquele que para mim é mais importante é exatamente a capacidade, que juntos construímos, de confiarmos uns nos outros e construirmos parcerias que realmente mobilizam a nossa sociedade. Diferente de outras obras, de outras ações, essas são definitivas”, afirmou Aécio Neves, em seu pronunciamento.

Cadastramento

O Servas enviará correspondência para cerca de 3 mil entidades mineiras, informando a elas sobre o lançamento do programa. A carta será enviada a creches, abrigos, instituições de longa permanência para idosos, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Casa Lar, albergues, casas de passagem e centros de recuperação para dependentes químicos.

“Qualquer entidade que quiser participar do programa deve se cadastrar, deve se dirigir à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social. Essa entidade vai receber um certificado e de posse desse certificado, ela passa automaticamente a fazer parte do programa, fazendo a sua opção prioritária, se ela quer iniciar pela Cemig, pela Copasa, e eventualmente até pelas duas entidades. E a partir daí, desse certificado que a entidade recebe, ela está apta a poder buscar na sua comunidade o apoio dos seus padrinhos”, disse Andrea Neves.

Padrinho

Para apadrinhar as entidades, pessoas físicas e jurídicas interessadas podem escolher uma instituição em seu município e autorizar o débito na sua conta de água ou luz a favor da entidade escolhida. A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social apenas emitirá o certificado de credenciamento das entidades que estivem em dia com os seus compromissos sociais definidos em lei. A entidade também tem que estar em dia com as contas da Cemig e da Copasa.

“O Ministério Público Estadual fará todo o acompanhamento da execução do programa, fiscalizando a execução, para que nós possamos chegar a um bom termo e garantir realmente o que é o objetivo de todos nós, poder dar um apoio de caráter permanente a essas entidades”, explicou Andrea Neves.

Profissionalismo

Segundo o governador o programa coordenado pelo Servas apenas se viabilizou em decorrência da gestão eficiente das empresas estatais envolvidas.

“Nossas empresas, Copasa e Cemig, estão sendo administradas de forma absolutamente profissional. Minas Gerais tem hoje reconhecidamente, não apenas no nosso território – no Brasil e fora do país -, as melhores empresas de saneamento e de energia do nosso território”, disse Aécio Neves.

Ele afirmou que a excelência alcançada pela Cemig e Copasa possibilita que as empresas melhorem a qualidade do serviço prestado à população e também invistam cada vez mais em ações sociais e ambientais.

Também estiveram presentes o procurador-geral do Estado, Alceu Marques, os secretários de Estado de Desenvolvimento Social, Agostinho Patrús Filho, e de Governo, Danilo de Castro, além de parlamentares e representantes de entidades sociais.

20
nov
09

Andrea Neves concede entrevista sobre o programa Conta com a Gente

Como as pessoas podem apadrinhar esse projeto?
O programa que está nascendo aqui hoje é um programa muito diferente, porque de um lado ele conta com o apoio decisivo do Governo do Estado, Cemig e Copasa. Isso significa que todas as entidades sociais de Minas Gerais que se cadastrarem no Conta com a Gente vão contar inicialmente com desconto de 25% nas suas contas de água e luz.
Em seguida, nós estamos criando agora uma grande corrente de solidariedade para conseguir sensibilizar todos os cidadãos, todas as empresas de Minas Gerais, para que cada um de nós possa, na sua comunidade, apoiar de perto aquela entidade que ele conhece e cujo trabalho ele respeita. Cada um de nós pode escolher a entidade que participa do programa e doar a partir de R$ 5 por mês na sua conta de água ou na sua conta de luz.
Nosso objetivo com isso é conseguirmos tecer uma grande rede de solidariedade em torno de cerca de 3 mil entidades de Minas Gerais. Entidades voltadas para crianças e para idosos, Apae, creche, entidade que trabalha com a recuperação de dependentes químicos, e com isso, poder dar uma ajuda permanente a essas instituições para que elas possam destinar o recurso financeiro que têm para outras finalidades no seu dia.

Nessa segunda fase, como as pessoas devem fazer?
A partir de hoje está aberto o cadastramento para as entidades. Qualquer entidade que quiser participar do programa deve se cadastrar, deve se dirigir à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social. Essa entidade vai receber um certificado e de posse desse certificado ela passa automaticamente a fazer parte do programa, fazendo a sua opção prioritária, se ela quer iniciar pela Cemig, pela Copasa, e eventualmente até pelas duas entidades. E a partir daí, desse certificado que a entidade recebe, ela está apta a poder buscar na sua comunidade o apoio dos seus padrinhos. E ao lado do esforço individual, da movimentação individual de cada uma dessas entidades, nós, o Servas, estaremos levando a cabo em toda Minas Gerais uma grande campanha que tem como objetivo sensibilizar todos os homens e mulheres de  bem que tiverem condições de dar mensalmente uma pequena contribuição à entidade que escolheu.

Essas entidades, pessoas físicas e jurídicas, que quiserem entrar nesse projeto, se cadastram pelo mesmo site?
Nós teremos o site do Servas, o site da Cemig, o site da Copasa. Hoje nós estamos enviando correspondência para cerca de 3 mil entidades mineiras, informando a elas o lançamento do programa. E essa fase do apadrinhamento, essa fase do convite para que a sociedade se some a nós nesse esforço de mobilização, ela terá início automaticamente a partir do momento em que a entidade ter a posse do seu certificado.

E essa entidade que não estiver nesse cadastro, de repente eu escolho uma que não está, vai uma fiscalização para saber se essa entidade é séria?
Isso é fundamental. A primeira fiscalização é feita na própria Secretaria de Desenvolvimento Social, que só vai emitir o certificado daquelas entidades que estiverem em dia com os seus compromissos sociais definidos em lei. É importante também nós lembrarmos duas condições para participação no programa. Primeiro, a entidade tem que estar em dia com as suas contas com a Cemig e a Copasa. E segundo, ela tem que estar situada em alguns dos municípios de base da operação da Cemig ou da Copasa. Em seguida, também nessa lógica, eu gostaria de observar que o Ministério Público Estadual fará todo o acompanhamento da execução do programa, fiscalizando a execução, para que nós possamos chegar a um bom termo e garantir realmente o que é o objetivo de todos nós, poder dar um apoio de caráter permanente a essas entidades. Apoio que não dependa de um governo, todos eles são circunstanciais, começam hoje, acabam amanhã, mas se nós conseguirmos construir em Minas essa grande rede de solidariedade, ele poderá ter um caráter permanente e dessa forma dar uma contribuição definitiva para esse importantíssimo trabalho que é feito pelas entidades do nosso estado.




dezembro 2017
S T Q Q S S D
« jan    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Mais Acessados

  • Nenhum

%d blogueiros gostam disto: